segunda-feira, 20 de julho de 2009

CNBB apoia encontros sobre o papel da Igreja na comunicação

Segunda-feira, 20 de julho de 2009, 11h22

CNBB apoia encontros sobre o papel da Igreja na comunicação
CNBB


Será realizado em São Paulo, de 8 a 11 de setembro, encontros sobre "Informação religiosa de qualidade: Como responder à demanda dos consumidores" e "Gestão da comunicação na Igreja: métodos, valores e profissionalismo".Os encontros são promovidos pelo Departamento de Comunicação do Instituto Internacional de Ciências Sociais (IISC), de São Paulo. As duas iniciativas querem dar espaço ao debate entre profissionais, bispos e jornalistas, a fim de melhorar as relações entre Igreja e meios de comunicação.

Além disso, o debate ajudará a melhorar e enriquecer a comunicação sobre temas religiosos e sobre a Igreja nos meios de comunicação social.Os dois seminários contam com o apoio da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura, Educação e Comunicação Social da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e da arquidiocese de São Paulo.Participarão dos encontros profissionais provenientes de várias universidades do mundo, como a de Columbia, nos Estados Unidos, e de Navarra, na Espanha, da Pontifícia Universidade da Santa Cruz, na Itália, jornalistas brasileiros entre outros conferencistas. Estará presente o Arcebispo de São Paulo, Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, e o presidente do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM), Dom Raymundo Damasceno Assis.

Os encontros contarão com a participação de jornalistas especializados em informação religiosa e de profissionais da comunicação que trabalham em arquidioceses e dioceses da América Latina.O Instituto Internacional de Ciências Sociais trabalha em parceria com várias universidades da América e da Europa formando profissionais no campo da comunicação.

Fonte: Canção Nova, disponível em:
http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=273416

sábado, 4 de julho de 2009

Comunicação, tecnologia , Interatividade: Evangelizar está mais fácil



Vamos falar de Comunicação. Mas o que é comunicação? Bem, vários autores dim que é simplesmente o ato de comunicar alguma mensagem à alguém. Mas não é só isso, hoje dentro do contexto de um trabalho eficaz de comunicação, é sensato dizer que é sim, comunicar algo à alguém, uma mensagem por meio de códigos, que é enviada por meio de um canal , logo ela é descodificada pelo receptor, ou seja, entendida ,mas então é necessário o famoso fedeback, resultado de todo o processo de comunicar. Logo, quem emite a mensagem sabe exatemente se o receptor entendeu o que foi idealizado de ser passado. Esse é o processo básico da comunicação. Mas quero chegar em algo mais profundo. Hoje vivemos na era da globalização. A informação é acessível, é possível conhecer o mundo por uma tela de computador, através da rede mundial de computadores a Internet. Seja no celular, enfim, possibilidade é o que não falta.

Outro fator importante é o relacionamento. Conhecer pessoas de outras culturas, ou de estados, cidades, ou até mesmo do próprio bairro, também é possível pela Internet. São centenas de sites de relacionamento que permite e gerenciam isso.

Somente para citar, o avanço da tecnologia. Hoje, uma grande empresa de tecnologia desenvolve soluções em que são chamadas de tele-presença, ou seja, um ambiente é criado (isso em empresas), onde há telas que emitem som e imagem em tempo real, isso em uma mesa que dá ideia de se completar, dando a sensação de que todos estão em uma mesma sala.Entende o que é isso? O longe se torna perto...

Michael Jackson morreu. O rei do pop aguarda a finalização do evento que será o seu velório. Michael Jackson foi o criador de um novo estilo de música e dança, influenciou milhões de pessoas em todo o planeta. Influenciou pessoas, mudou comportamentos, abriu caminhos para outros músicos. Deu bons e maus exemplos...

Bem, onde quero chegar com tantos comentários? A cada dia que passa é mais fácil de evangelizar. Engraçado que a pouco tempo, menos que 10 anos, havia uma grande dificuldade de evangelizar através dos meios de comunicação. Hoje já conseguimos esta abertura, e graças a Deus o resultado é maior que o esperado. Por meio da Internet, TV, rádio, e tantas outras coisas, nosso trabalho como missionário fica mais fácil. Não é preciso como os apóstolos de Cristo andar kilômetros para chegar as pessoas que precisavam ouvir a palavra de Deus.
Mas com esta facilidade somos chamados a ir além. Deus facilitou os meios, agora precisamos ser veículos. Aí você me pergunta , como assim? É simples. Na ciência da Comunicação, os meios são as formas de anuncio ou propaganda como serão veiculadas ( TV, rádio, Internet, etc.), veículos são as emissoras como rede Globo, Canção Nova, Rádio América, ou seja, onde eu vou veicular meu trabalho. Percebam, que cada vez mais, estas emissoras procuram se aprimorar, e assim somos nós missionários, servos, vocacionados. Precisamos a cada dia nos aprimorar na palavra de Deus. Mergulhar nesse amor que nos impulsiona a ir além do que pensamos. Somos chamados a evangelizar, com nossas ações, nossos e-mails, nossas músicas que cada vez mais chega a mais ouvidos, por isso, tem que ser uma música de qualidade, e tantas outras coisas... e com toda essa possibilidade de interação, termos o fedback, ou seja, ouvir um testemunho, algo que chamou a atenção da outra pessoa, a qual você doou o seu melhor para evangelizar.
Graças a Deus, hoje é possível, trocar um e-mail com o seu artista favorito, ou acessar o site dele, ler o blog, tê-lo no orkut... e nos sentimos importantes por isso. O artista que evangeliza, sabe que sua atitude, sua música, o seu testemunho de vida, pode mudar a vida de alguém para melhor, por isso é tão importante esta aproximação. Por isso não podemos parar. Percebo que nos evangelhos Jesus sempre procurava estar perto das pessoas. se levamos Jesus estamos com Ele, então temos que estar próximos das pessoas.

Bem, se você é jovem, músico, ator, intercessor, padre, seminarista, casado (a), enfim, você com toda certeza tem algo a doar para Deus, e que isso chegue a muitas pessoas. O que é bom tem que ser partilhado, doado, difundido, dividido.


Pense nisso!